banner imprensa

FALE-ME DE PETRÓPOLIS ABORDA A EDUCAÇÃO DAS PRINCESAS BRASILEIRAS E O COTIDIANO EM PETRÓPOLIS

Na próxima quinta-feira, dia 31 de outubro, às 14h30, a Biblioteca do Museu Imperial receberá a Doutora em Educação, Ana Cristina B. López Francisco, para a 33ª edição do projeto “Fale-me de Petrópolis”. Desta vez, o tema do encontro será “A Condessa de Barral, a educação das princesas e o cotidiano em Petrópolis”. O assunto é um viés da tese de doutorado da pesquisadora. A entrada é franca e aberta ao público.

SOBRE CONVIDADA

Ana Cristina B. López Francisco é graduada e pós-graduada em Direito, pós-graduada em Teologia, com mestrado e doutorado em Educação. Possui uma vasta vida acadêmica e, atualmente, é professora substituta do Departamento de Políticas Públicas, Avaliação e Gestão da Educação da Faculdade de Educação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ. É pesquisadora de temas relacionados a legislação educacional, políticas educacionais, Estatuto da Criança e do Adolescente, história da educação, história e políticas educacionais para a infância, com artigos publicados na área.

SOBRE O “FALE-ME DE PETRÓPOLIS”

O projeto é uma atração da Biblioteca do Museu Imperial, possui um público cativo e, a cada edição, atrai mais adeptos. Segundo a idealizadora Cláudia Costa, o sucesso do “Fale-me de Petrópolis” se deve ao envolvimento dos participantes e à informalidade do encontro, possibilitando que os convidados se sintam “em casa”.

O título do evento foi escolhido a partir de uma fala do imperador d. Pedro II, que, no exílio, como Pedro de Alcântara, ao escrever para os amigos, pedia que estes dessem notícias sobre a cidade que ele tanto amava.

 

FALE ME OUTUBRO